Benvindo(a), visitante! [ Registar | Login

 

Oficial de Comunicação

  • Cidade: Bissau
  • Estado: Guinea-Bissau
  • País: Guinea-Bissau
  • Criado: 16/04/2019 21:32
  • Expira: This ad has expired
logo-pam

Descrição

Referencia: WFP/VA/EXTERNAL/FT/01/2019

Título do posto: Oficial de Comunicação
Local de afetação:         Escritório Nacional do PAM na Guiné-Bissau
Tipo de contrato:  Termo-Fixo
Grau do posto: NOB
Duração do contrato:      Um (01) ano renovável
Data de início:  Julho 2019

CONTEXTO ORGANIZACIONAL:

O Oficial de Comunicação irá reportar ao Diretor de País, com supervisão funcional do Oficial de Comunicações Regional, para garantir que as atividades de comunicação do Escritório de País atendam às necessidades do PAM no país de atribuição, tendo em consideração o plano geral de comunicações regionais e as metas de comunicação corporativa do PAM.

OBJETIVO DO TRABALHO:

Implementar o plano de comunicações, apoiando e entregando uma série de atividades de comunicação, fornecendo pesquisa e análise e priorizando de forma eficaz.

PRINCIPAIS RESPONSABILIDADES (não exaustivas e dentro da autoridade delegada):

1. Implementar planos de trabalho de comunicação específicos do país, concebidos para manter e melhorar a visibilidade e a reputação do PAM, bem como apoiar as atividades de captação de recursos, garantindo o alinhamento com as comunicações gerais e as estratégias do PAM.

2. Contribuir para as comunicações através de uma boa pesquisa, análise da área de trabalho em questão e preparação e distribuição oportuna de produtos de informação para o(s) público(s)-alvo.

3. Manter uma lista de contatos de jornalistas e meios de comunicação e apoiar o fluxo de notícias / informações sobre o trabalho do PAM para os média, a fim de apoiar comunicações regulares e apropriadas.

4. Apoiar o plano dos média social, desenvolvendo conteúdo de média social e utilizando plataformas, redes e parceiros para melhorar a cobertura e o suporte das atividades do PAM.

5. Produzir conteúdo de visibilidade específico do doador, incluindo texto, fotos, vídeos e áudio para uso numa variedade de plataformas on-line integradas, a fim de apoiar atividades globais e nacionais de captação de recursos, garantindo a consistência com mensagens corporativas.

6. Monitorar e analisar os média tradicionais e sociais para informar o desenvolvimento e/ou avaliação de atividades e estratégias de comunicação.

7. Orientar e supervisionar funcionários mais juniores, agindo como um ponto de referência e apoiando-os com análises e consultas mais complexas.

8. Agrupar dados de divulgação que contribuem para a preparação de relatórios precisos e oportunos. Atividades de comunicação de apoio que possibilitam a tomada de decisões informadas e garantem a consistência das informações apresentadas aos média e a outras partes interessadas.

9. Apoiar a capacitação do pessoal do PAM em todos os aspetos da comunicação, fornecer aconselhamento e orientação dentro da área e nível de especialização, a fim de garantir que todas as atividades respondam aos padrões desejados de consistência, qualidade e impacto. Por exemplo, o desenho e revisão de materiais de formação.

10. Articular e interagir com o pessoal do PAM e contrapartes externas para apoiar atividades alinhadas e uma abordagem coerente para as comunicações no âmbito do PAM.

11. Seguir as práticas padrão de preparação para emergências para apoiar o PAM a responder rapidamente e enviar alimentos e recursos necessários às áreas afetadas no início de uma crise.

12. Outro conforme requerido.

CAPACIDADES ORGANIZACIONAIS CENTRAIS

Tema

Capacidades

Descrição do comportamento esperado  para o nível de proficiência

Finalidade

Compreender e comunicar os Objetivos Estratégicos Compreende os objetivos estratégicos do PAM e a respetiva ligação com os seus objetivos de trabalho.
Ser uma força para a mudança positiva Adapta de forma flexível as contribuições individuais para integrar mudanças em linha com as orientações dos supervisores e mudanças internas/externas (como a evolução das necessidades dos beneficiários e novas exigências dos parceiros).
Tornar a missão inspiradora para a equipa Reconhece e compartilha com os membros da equipa o modo como as contribuições individuais se relacionam com a missão do PAM.
Tornar a missão do PAM visível nas ações quotidianas Define metas próprias alinhadas com as operações gerais do PAM e é capaz de comunicar essa ligação a outras pessoas.

Pessoas

Procurar maneiras de fortalecer a competência das pessoas Avalia os seus pontos fortes e fracos para aumentar a sua autoconsciência e inclui esses aspetos em conversas sobre as próprias necessidades de desenvolvimento.
Criar uma cultura inclusiva Participa de um diálogo aberto e valoriza a diversidade de opinião, independentemente da cultura, experiência ou do país de trabalho.
Ser um treinador e oferecer feedback construtivo Procura proactivamente, opinião e formação para construir confiança e desenvolver/melhorar as habilidades individuais.
Criar um espírito de “Eu vou”/ “Nós vamos” Participa na realização de atividades e metas da equipa perante circunstâncias desafiadoras.

Desempenho

Incentivar a inovação e soluções criativas Demonstra vontade para explorar e experimentar novas ideias e abordagens no próprio trabalho.
Centrar-se no alcance de resultados Fornece resultados consistentes a nível individual nos prazos estabelecidos, dentro do orçamento e sem erros.
Tomar compromissos e cumprir compromissos Compromete-se a defender as responsabilidades individuais perante mudanças constantes no país ou prioridades funcionais.
Ser decisivo Toma decisões racionais sobre atividades individuais quando confrontado com circunstâncias incertas, incluindo em momentos de ambiguidade em relação a informações ou orientações da Direção.

Parceria

Criar e partilhar ligações entre as unidades do PAM Procura compreender e adaptar-se às prioridades das equipas internas ou inter-unidades e aos estilos de trabalho preferidos.
Desenvolver parcerias externas fortes Demonstra capacidade de entender e responder adequadamente às necessidades dos parceiros externos.
Ser politicamente ágil e adaptável Adota um comportamento informado e profissional em relação aos parceiros e partes interessadas internos e externos.
Ser claro sobre o valor que o PAM acrescenta às parcerias Fornece apoio operacional em análises e avaliações que quantificam e demonstram o valor exclusivo do PAM como parceiro.

CAPACIDADES FUNCIONAIS

Capacidades

Descrição do comportamento esperado para o nível de proficiência
Gestão de Relacionamento com Média e Influenciadores Demonstra capacidade de construir e manter relações colaborativas eficazes com os principais contatos dos média e influenciadores na área de especialização para aumentar o perfil do PAM, construir relacionamentos e outros objetivos organizacionais.
Especialização em média e comunicação Facilita a comunicação verbal ou escrita aberta com os média e influenciadores, conforme necessário (por exemplo, através da preparação de apresentações personalizadas de materiais escritos ou visuais e documentação oficial) para transmitir mensagens personalizadas. Engaja-se em discussões mutuamente informativas com os média e influenciadores.
Conhecimento especializado em comunicação Utiliza conhecimentos teóricos sólidos de conceitos de comunicação para produzir ou facilitar a produção de materiais de comunicação eficazes em vários média. Aplica estes conhecimentos para definir planos de trabalho alinhados para identificar estratégias de comunicação do PAM.
Compreensão do contexto sociopolítico Demonstra profunda compreensão do ambiente multilateral / interinstitucional e da dinâmica na qual o PAM opera, o que influencia a abordagem de trabalho, desenvolvimento de políticas e tomada de decisões.
Estratégia de Comunicação e Planificação Aplica a compreensão avançada da estratégia de comunicação do PAM e das melhores práticas para desenvolver estratégias de forma eficiente para envolver os média e outras partes interessadas externas importantes na área de responsabilidade. Supervisiona a implementação, fornecendo recomendações para melhoria.

Experiências desejadas para assumir o cargo:

• Ter experiência na utilização de técnicas de comunicação especializadas para melhorar os resultados funcionais;

• Ter fornecido orientação e instrução para mais membros da equipa júnior na área de especialização.

Qualificações académicas necessárias:

Educação:

Diploma universitário avançado em Jornalismo, Relações Internacionais, Relações Públicas, Comunicações ou outro campo relevante, ou primeiro diploma universitário com anos adicionais de experiência de trabalho relacionada e/ou formações/cursos.

Língua:

Fluência (nível C) em inglês e português (idioma do país de trabalho).

COMO CANDIDATAR-SE:

Os interessados deverão primeiro, registar-se no site e-recruitment do PAM (http://www.wfp.org/careers/job-openings) e depois, submeter a sua candidatura no mesmo site.

Para além do preenchimento de todos os campos necessários, os candidatos devem anexar os seguintes documentos:

  • Carta de motivação assinada
  • Curriculum Vitae
  • Cópias autenticadas dos diplomas/certificados de formação
  • Cópia do Bilhete de Identidade

Os candidatos devem enviar as suas candidaturas até ao dia 24 de abril de 2019.

Apenas os candidatos pré-selecionados serão contactados.

As candidaturas femininas são fortemente encorajadas.

Sem Equiteca

803 visualizações totais, 2 hoje

  

Referencia do anúncio: 1395cb649e45d42f

Denunciar um abuso ou situação

Processing your request, Please wait....

Sponsored Links

Deixe Comentário

You must be logged in to post a comment.