For a better experience please change your browser to CHROME, FIREFOX, OPERA or Internet Explorer.
Empregos

ENGIM : CONCURSO – Construção de mercado e Escola

0.00 FCFA (Sem Preço)

Descrição
Preço : 0.00 FCFA (Sem Preço)
Tipo : Emprego
Data : 07/09/2021
Condição : Novo
Garantia : Não
Localização : Bissau, Guiné-Bissau

TERMOS DE REFERÊNCIA


1.    CONTEXTO

A ENGIM é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) italiana, reconhecida pelo Estado da Guiné-Bissau. Atua na área da Cooperação para o Desenvolvimento tendo como setores prioritários a formação profissional e a incubação de empresa. ENGIM realiza projetos que visam a promoção do emprego e a formação integral dos jovens. Atua em 18 países no mundo e apoia, através dos projetos, as atividades da Congregação dos Josefinos de Murialdo. Desde 2012 a ENGIM e o CIFAP iniciaram uma experiência-piloto de acompanhamento de jovens empreendedores guineenses. A ideia da incubadora nasceu considerando a forte necessidade de gerar oportunidades de emprego para jovens, promovendo as ideias de negócios suscetíveis de criar rendimentos. A partir de 2015 a Incubadora ENGIM – CIFAP está beneficiando do apoio dos principais doadores internacionais. Até hoje, um total de 84 micro e pequenas empresas guineenses foram suportados, formando assim uma profícua rede de contatos que facilita as possibilidades de expansão no mercado. A Incubadora proporciona também consultorias pontuais para clientes envolvidos em processos de formação e/ou acompanhamento de empreendedores ativos no território nacional.
A ENGIM está implementar um projeto de 9 meses em Bissau concretamente no bairro Plubá e arredores, financiado pelo PNUD. O projecto “125726 -Limiting the Impact of COVID-19 A 3*6 Approach” visa atingir 300 indivíduos de Pluba (60% dos quais serão mulheres e jovens). Eles fazem parte de uma comunidade que foi altamente afetada pelo COVID-19. O projecto conta com seguintes trabalhos comunitários:
•    Construção do mercado local “Feira de Cabaceira”;
•    Reconstrução da escola local “Escola de Ensino Básico Unificado Guerra Mendes”;
•    Conscientização e coleta de lixo na zona de intervenção;
Este concurso enquadra-se na componente fase I – Estabilização do projeto, que visa geração rápida de empregos para atender às necessidades urgentes de grupos populacionais vulneráveis por meio do envolvimento voluntário em projetos comunitários. As intervenções são conduzidas pela comunidade (ou seja, definidas e priorizadas pela comunidade) e produzem um impacto imediato na comunidade. Visando grupos vulneráveis membros da comunidade, esta fase também contribui para a coesão social e a reconciliação.
O presente concurso está dividido em dois lotes:

•    Lote 1: Construir o mercado local “Mercado de Cabaceira”, em Plubá.
•    Lote 2: Reconstruir a escola local “Escola de Ensino Básico Unificado Guerra Mendes”
Cada empresa poderá concorrer a um ou aos dois lotes. Da mesma forma, a ENGIM poderá seleccionar dois empreiteiros diferentes ou o mesmo empreiteiro para os dois lotes.
2.    Função: Reportando hierarquicamente ao coordenador do projeto e ponto focal. A função envolve o serviço de empreitada, nomeadamente: planificação, fornecimento de materiais e equipamentos, execução das obras e supervisão à construção, em estreita colaboração com a equipa do projeto (associações locais e a ENGIM).

3.    Pré-requisitos:

a)    Requerente:

O requerente deve ser uma empresa especializada em construção civil e possuir os documentos legais actualizados para a implementação da obra.

b)    Experiência profissional
•    Experiência mínima de 4 anos de trabalho em construção civil;
•    Histórico comprovante da experiência em execução das obras em regime de empreitada.

c)    Competências profissionais
•    Especialista em serviço de construção civil;
•    Conhecimento das normativas fiscais e legais para execução das obras públicas;
•    Conhecimento da realidade social e cultural da Guiné-Bissau, particularmente da comunidade de Plubá;
•    Capacidade de planificação e cumprimento de prazos;
•    Capacidade de auto-motivação, avaliação e implementação medidas corretivas.

d)    Outras
•    Conhecimento da metodologia de trabalho de projeto;
•    Capacidade de relacionar, orientar e supervisionar grande número de pessoas vulneráveis;
•    Capacidade de trabalhar com associações comunitárias (associação juvenil e do mercado local).

4.    Tarefas específicas:

•    Planificar, fornecer os materiais e ferramentas necessárias para execução das obras;
•    Executar as obras de construção em colaboração com a equipa da ENGIM e da comunidade;
•    Controlar a utilização dos materiais, equipamentos e ferramentas necessárias à execução dos serviços de modo a viabilizar o cumprimento dos prazos de execução com a qualidade;
 
•    Trabalhar com cerca de 200 pessoas (mão de obra comunitária) da comunidade para execução das obras. Caso algum dos 200 beneficiários do projeto tenha já conhecimento prévio em técnicas de construção, o empreiteiro deverá demonstrar a flexibilidade necessária para o integrar na equipa de especialistas.
•    Manter recursos mínimos de mão-de-obra especializada para orientar a mão de obra comunitária;
•    Garantir a supervisão técnica e administrativa na execução das obras em colaboração com a equipa da ENGIM e da comunidade;
•    Manter a presença necessária do técnico responsável em conformidade com a carga horária a estabelecer pelo contrato, visando garantir a qualidade do trabalho;
•    Manter a comunicação permanente com a equipa do projeto;
•    Iniciar a execução pela cobertura e posteriormente todas as obras poderão ser feitas em baixo dela, para proteger os trabalhos da chuva;
•    Garantir a formação, qualificação e quantificação dos recursos de mão-de-obra, material e equipamentos necessários aos trabalhos para o cumprimento dos prazos e demais exigências;
•    Garantir o material de protecção individual que garanta a segurança de todos os envolvidos;
•    As obras deverão decorrer entre Outubro 2021 e Dezembro 2021.
•    Participar em eventos públicos de divulgação dos trabalhos assim que for solicitado pela equipa do projeto;
•    Redigir e enviar periodicamente síntese de ponto da situação sobre os trabalhos.

Área de intervenção do projeto
A área de intervenção do projeto é o bairro de Pluba e zonas adjacentes: Santa Luzia, São Vicente Paulo, QG, Lala Quema, Antula, conforme consta do mapa abaixo.
5.    Duração do contrato:
As atividades deverão ser implementadas entre Outubro e Dezembro 2021.

6.    Termos e condições
Os candidatos interessados podem candidatar por um dos lotes (lote 1 ou lote 2) ou ambos lotes (lote 1 e lote 2), enviando a proposta técnica e financeira. A proposta técnica deve incluir um desenho do projeto, a lista de materiais necessários, a descrição de pessoal especializado necessário, um cronograma de implementação. A proposta financeira deve ser o mais detalhada possível e de acordo com a lista de material e as horas dos técnicos especialistas apresentada na proposta técnica. Deve ser apresentada uma forma de pagamento faseada.
Os candidatos devem também apresentar o portfólio de trabalhos efetuados como comprovativo da capacidade técnica para implementar as atividades(currículo da empresa), assim como o alvará.
As candidaturas deverão ser entregues de 1 a 17 de Setembro de 2021, na sede da ONG ENGIM, de segunda a sexta-feira (das 09:00 às 13:00 e das 14h00 as 17h00, no CIFAP sito no Alto Bandim, ou enviadas para os seguintes endereços de correio eletrónico: ismael.pereira@engim.it e rita.aguiar@engim.it
O Assunto da candidatura: «SERVIÇO DE CONSTRUÇÃO-125726»

Para qualquer pedido de informações podem utilizar o correio electrónico acima indicado ou ligue para 95 533 38 39/96 604 08 98.
As candidaturas serão analisadas à medida da sua receção. Apenas os candidatos pré-selecionados serão contactados.

Mencione guinebissauanuncios.com ao ligar para o vendedor para obter um bom acordo

 



Localização
Anúncios Semelhantes
Topo